CHAMADA DE CAPÍTULOS

A perspectiva social nos estudos de usuários em arquivos, bibliotecas e museus: teoria e prática


Andreia Sousa da Silva e

Fernanda Frasson Martendal
Organização

Publicado por Selo Nyota/Rocha

 

Ementa: Partindo de aspectos que compõem o paradigma social discutido na Ciência da Informação atualmente e a abordagem alternativa dos Estudos de usuários, a partir do fortalecimento de um movimento crítico que aponta o usuário da informação como um sujeito ativo, que apresenta um comportamento interacionista com os ambientes informacionais e sociais, essa obra (iniciativa) buscará destacar estudos que abordam alguns aspectos presentes nos discursos gerados dentro dos diversos grupos sociais, onde o indivíduo dá sentido à informação a partir da interação com as práticas informacionais realizadas nos espaços informacionais.

Para tanto, os capítulos deverão apresentar experiências profissionais (projetos de pesquisa e extensão, ações culturais dentre outros), trabalhos acadêmicos (atividades curriculares, trabalhos derivados de trabalhos de conclusão de curso, dissertações, teses, artigos) e demais ações e discussões realizadas dentro dos arquivos, bibliotecas e museus, em espaços físicos ou em seus espaços digitais, identificando seus usuários como sujeitos ativos nessas unidades de informação. Em síntese: o que buscamos é identificar de que forma se apresenta a perspectiva social nos estudos de usuários, sujeitos ativos nos arquivos, bibliotecas e museus, a partir de um olhar teórico e prático.

13.png

Esses capítulos serão divididos em três grandes seções:


1 - DISCUSSÕES EPISTEMOLÓGICAS
a. Paradigma alternativo dos estudos de usuários, aplicado em arquivos, bibliotecas, ou museus, em seus espaços físicos ou digitais.


2 - ENSINO
b. O ensino de “Estudos de usuários” em cursos de graduação e pós-graduação: perspectivas e processos.


3 - OS ESTUDOS DE USUÁRIOS POSTOS EM PRÁTICA
c. Estudos de usuários;
d. Estudos sobre necessidades de informação (as necessidades de informação como tema principal);
e. Estudos sobre comportamento informacional (o comportamento informacional como tema principal);
f. Formação de usuários e competência em informação;
g. Estudos de usuários focados nos grupos étnicos negros e povos indígenas e comunidade LGBTQI+.

 

 

OS CAPÍTULOS ESCRITOS PARA O LIVRO SERÃO EM FORMATO ACADÊMICO E DEVEM SEGUIR A PRESENTE ORDEM:


a) - Título;
b) - Autoria e resumo da biografia dos/as autores/as (máximo três autores/as);
c) - Introdução com objetivo geral (e se houver, objetivos específicos);
d) - Justificativa;
e) - Desenvolvimento (pode conter seções e subseções);
f) - Resultados (se houver);
g) - Considerações finais; e
h) - Referências.

 

i. Sobre a extensão do manuscrito:

Mínimo de 15 páginas e máximo de 25 páginas em tamanho A5. O Texto deve ser escrito em letra Palatino Linotype, tamanho 11, espaçamento entre linhas simples, recuo primeira linha de cada parágrafo de 1 cm.


ii. Sobre o idioma de publicação:

Os manuscritos poderão ser enviados para publicação nos idiomas português e espanhol.


iii. Lembramos que os custos editoriais do livro são divididos por capítulo.

Os livros impressos são pedidos sob encomenda e valor de custo é definido pós-produção.


iv. Solicitamos, em resposta a esta divulgação, o título do capítulo e as/os autoras/es até o dia 03/10/2020 enviado para Andreia (andreia.ssilva@gmail.com) e Fernanda (fernanda.martendal@hotmail.com);

v. O texto completo deve ser entregue até dia 03/12/2020 e deve ser enviado para Andreia (andreia.ssilva@gmail.com) e Fernanda (fernanda.martendal@hotmail.com).


O Lançamento ocorrerá entre os meses de Março e Junho de 2021, em eventos da Ciência da Informação, na Argentina e no Brasil

Editais abertos